Roteirista e Escritora

Pequenas maravilhas

Posted by on Jan 31, 2012 in Crônicas, Slideshow | 0 comentários

Pequenas maravilhas

Há coisas na vida que não conseguimos explicar. São sensações, fatos e sentimentos que, por mais que tentemos, não são fáceis de decifrar. Ainda assim insistimos, sem saber exatamente por quê.

Talvez porque a gente precise de significados. Ou porque temos, desde sempre, essa singela sensação de que, se soubermos explicar tudo que nos acontece, saberemos melhor nosso papel nesse mundo tão confuso.
É assim que nascem as pequenas maravilhas. Esses pequenos fragmentos ou cenas que compõem nossas histórias. Para uns, será um pão com manteiga na chapa; para outros, um passeio no parque ao lado do filho. Seja como for, todos serão episódios simples; quase banais, para alguns.

Há quem viva por aí buscando, incessantemente, luxo no cotidiano desses momentos. Gente que acredita que desse ingrediente seja possível extrair um punhado de felicidade na vida. Doce ilusão. Trata-se de pessoas que vagam ao longo de suas páginas de vida, tentando encontrar significados simples em coisas que possuem um preço determinado. Ou uma etiqueta que lhes atribua um valor. Para elas, a alegria da vida se resume a algo que está ao alcance do limite do seu cartão de crédito. Para onde vão essas pessoas ninguém sabe ao certo. Talvez para algum lugar em que se sintam sós com suas escolhas, na fracassada busca por uma felicidade que está mais próxima do que sequer imaginam.

Mas há também aquelas pessoas que sabem enxergar além das entrelinhas. Gente que sabe colecionar ao longo da vida as tais das verdadeiras pequenas maravilhas. Coisas miúdas que fazem a vida valer mais a pena. Um gole de café com leite. Um abraço apertado. Um sopro de fé. Uma soneca depois do almoço. Uma declaração de amor.
Vivemos uma sucessão de pequenas maravilhas. Pequeninos instantes que colecionamos por vontade, e não por obrigação, e que nos ajudam a transitar pelos outros tantos momentos que a vida nos oferece em forma de provação ou obrigação.

Dias desses, alguém, inconformado, pediu outro exemplo do que seriam essas pequenas maravilhas em nossas vidas. E, sem pestanejar, a resposta veio: são os instantes em que sentimos um calor no coração tão forte que queremos ser felizes de verdade, mesmo que, para isso, a gente precise de um bocado de paciência e de persistência diante das adversidades que não são nenhuma maravilha.

Leave a Reply